Análise-Diagnóstico Sistêmico das Organizações sob o enfoque da Teoria da Organização Humana: um modelo para mudanças.

Autores

  • Edson Fernandes Fernandes Faculdades Campos Salles

DOI:

https://doi.org/10.22567/rep.v5i1.311

Palavras-chave:

Business Administration, Systems, Theory of Human Organization, Organizational Change.

Resumo

O presente estudo aborda as organizações entendidas como sistemas integrados e indissociáveis, em que o processo administrativo ultrapassa a visão fragmentada e unilateral das empresas. A Teoria da Organização Humana (T.O.H.) é uma ferramenta para se identificar, analisar, diagnosticar e estabelecer planos e estratégias para a resolução de problemas, compreensão da empresa em sua totalidade e crescimento da organização para qualquer tipo de setor em que ela atua; ou qualquer categoria de organização que ela pertença. A teoria trabalha com 14 subsistemas que possuem funções específicas, e performances do cenário dividido em 14 realidades integradas para um único conjunto sistêmico, cuja relação dos subsistemas é de interação entre si, e interdependência com o sistema total da empresa. A ferramenta da T.O.H. propicia uma visão de 360º para a compreensão do amplo funcionamento da empresa, sem deixar lacunas. Este estudo apresenta uma análise de caso de uma companhia do ramo de móveis de cadeiras, em que a pesquisa resultou no entendimento e diagnóstico da relação entre os funcionários e a organização, e nas propostas de planos estratégicos para a solução de problemas e a necessária mudança da empresa.

Downloads

Publicado

2016-06-27

Como Citar

Fernandes, E. F. (2016). Análise-Diagnóstico Sistêmico das Organizações sob o enfoque da Teoria da Organização Humana: um modelo para mudanças. REVISTA ENIAC PESQUISA, 5(1), 61–78. https://doi.org/10.22567/rep.v5i1.311

Edição

Seção

Artigos