A construção social de pesquisas sobre águas minerais: uma investigação no contexto do circuito das águas de Minas Gerais

Autores

  • Rayne Rodrigues Araújo Universidade Federal de Lavras
  • Valderí de Castro Alcântara Universidade do Estado de Minas Gerais - unidade Cláudio
  • Alyce Cardoso Campos Universidade Federal de Lavras
  • Ananda Silveira Bacelar Universidade Federal de Lavras

DOI:

https://doi.org/10.22567/rep.v9i2.691

Palavras-chave:

Questão Hídrica, Pesquisa Científica, Gestão Social.

Resumo

O presente trabalho tem como intuito compreender a construção social de pesquisas sobre a temática das águas minerais no Circuito das Águas Minerais de Minas Gerais, utilizando a perspectiva do construcionismo social, principalmente, a partir das contribuições de Mary Jane Spink. Este trabalho busca analisar a relação entre a atividade de pesquisa e a construção da realidade e assim, entender como o objeto água mineral passa a ser questão de interesse para os pesquisadores, mostrando como estão sendo realizadas as pesquisas sobre as águas minerais. A coleta de dados da pesquisa qualitativa foi realizada por meio da observação e de entrevistas semiestruturadas. O estudo revela também que o “objeto” água é socialmente construído, identificando no discurso e nas práticas dos pesquisadores, conceitos e entendimentos de água mineral presentes em seus estudos, mas que foram percebidos e desenvolvidos durante o trabalho empírico. Conclui-se que a interação social e o diálogo entre os pesquisadores, e entre os pesquisadores e as comunidades locais foram elementos fundamentais para a construção (social) das pesquisas sobre águas minerais no Circuito das Águas de Minas Gerais.

Downloads

Publicado

2020-08-01

Como Citar

Araújo, R. R., Alcântara, V. de C., Campos, A. C., & Bacelar, A. S. (2020). A construção social de pesquisas sobre águas minerais: uma investigação no contexto do circuito das águas de Minas Gerais. REVISTA ENIAC PESQUISA, 9(2), 173–192. https://doi.org/10.22567/rep.v9i2.691

Edição

Seção

Artigos