CONTROLE DE DESCARTES EM UMA OFICINA MECÂNICA

Autores

  • Filipe de Oliveira Diniz Centro Universitário ENIAC
  • Jose Antônio Dias de Carvalho Centro Universitário ENIAC
  • Marcus Valério Rocha Garcia Centro Universitário ENIAC
  • Thiago Alexandre Alves de Assumpção Centro Universitário ENIAC http://orcid.org/0000-0001-8597-7512

Palavras-chave:

Gestão de processos, Oficina mecânica, Descarte de Resíduos

Resumo

Os resíduos que são gerados no ramo de atividades de oficina mecânica devem ser descartados com precaução e prudência, pois impactam diretamente o ecossistema a sua volta. Diante desta questão de grande importância, a meta deste trabalho se dá em estabelecer processos e procedimentos de gestão ambiental para com os resíduos de oficinas mecânicas. Este estudo foi realizado na Empresa de Ônibus Pássaro Marron SA. - Guarulhos, SP, na qual o levantamento dos dados foi realizado, a partir de visitas técnicas à oficina, por meio da verificação dos procedimentos já existentes na empresa, visto que ela possui uma série de qualificações como ISO 9000 e 9001 e está implantando a ISO 14001. Foi elaborada uma planilha para relacionar as classes dos resíduos existentes e qual seria o impacto ambiental de cada um. Foram observados como ocorrem os procedimentos de coleta, manuseio, armazenamento e o destino dos resíduos sólidos. Com isso foi possível identificar itens com elevado potencial de risco, se forem gerenciados de forma desatenta e não adequada. Com este trabalho, foi possível demonstrar que, quando ocorre o gerenciamento apropriado, é possível reduzir expressivamente os danos destes resíduos de oficina mecânica de ônibus. A proposta foi criar um plano de gestão com ações firmes aplicadas de forma adequada, com baixo custo, contribuindo para que o progresso não abale o ecossistema.

Biografia do Autor

Thiago Alexandre Alves de Assumpção, Centro Universitário ENIAC

Doutor em Ciências na área de Microeletrônica pela Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da USP, Professor Titular e Pesquisador do Núcleo de Pesquisa - NUPE no Centro Universitário ENIAC.

(Lattes: http://lattes.cnpq.br/3500143998131571)

Referências

ABNT NBR 12235 - Armazenamento de resíduos sólidos perigosos, abr. 1992.

ABNT NBR 11174 – Armazenamento de Resíduos Classe II – A – Não Inertes e B – Inertes, jul. 1990.

ABNT NBR 10004 – Resíduos Sólidos – Classificação, nov. 2004.

FORNO, Marlise Amália Reinehr Dal (Org.) Fundamentos em gestão ambiental [recurso eletrônico], coordenado pelo SEAD/UFRGS. – D ados eletrônicos. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2017.

HARRINGTON, H. J.; KNIGHT, A. A implementação da ISO 14000: como atualiza o SGA com eficácia. Atlas: São Paulo, p.365, 2001.

Downloads

Publicado

2019-10-10

Edição

Seção

Evento: Seminário Étnico-Racial