INCLUSÃO DIGITAL E VALORIZAÇÃO FEMININA COM AS FATECH GIRLS

Ana Cristina Vigliar Bondioli, Grace Anne Pontes Borges, Simone Cristina Gonçalves Vianna

Resumo


A conquista da igualdade de gênero está diretamente atrelada ao empoderamento da mulher que caminha lado a lado com a educação formal e consequente formação e colocação profissional. O presente trabalho tem por objetivo descrever a criação e a trajetória do projeto Fatech Girls e suas iniciativas com vistas ao empoderamento das estudantes do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faculdade de Tecnologia de São Paulo - FatecSP, sob a condução da Professora e mentora Grace Anne Pontes Borges. 

 


Palavras-chave


Empoderamento feminino, protagonismo estudantil, tecnologia de informação e comunicação.

Texto completo:

PDF

Referências


AMIEL, T.. Educação aberta: configurando ambientes,

práticas e recursos educacionais. In Santana, Bianca; Rossini, Carolina; Pretto, Nelson De Luca. Recursos educacionais abertos. Práticas colaborativas e políticas públicas. Salvador: Casa da Cultura Digital/EDUFBA, 2012, p. 17-34.

ANDRADE, Á. L. S. et al.Gênero nas organizações: um estudo no setor bancário. RAE – eletrônica, v.1, n.1, jul-dez, 2002. p.1-15.

APERIBENSE, P. G. G. S. & BARREIRA, I. A. (2008). Nexos entre Enfermagem, Nutrição e Serviço Social, profissões femininas pioneiras na área da Saúde. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, 42(3) 474-482.

BELL, T. WITTEN, I. FELLOWS, M. Computer Science Without Computer. Acesso em 27 de abril de 2019, disponível em: https://csunplugged.org .

BELL, T. WITTEN, I. FELLOWS, M.

https://classic.csunplugged.org/wp-content/uploads/2014/12/C

SUnpluggedTeachers-portuguese-brazil-feb-2011.pdf

BRAUNER, V. L. (2015). Desafios emergentes acerca do empoderamento da mulher através do esporte. Movimento, 21(2), 521-532.

BRITO, A. A. F. D. B. (2017). A Quarta Revolução Industrial e as Perspectivas para o Brasil. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Edição 07. Ano 02, Vol. 02. pp 91-96, outubro de 2017.

COSTA, S. M.; DURAES, S. J. A. e ABREU, M. H. N. G (2010). Feminização do curso de odontologia da Universidade Estadual de Montes Claros. Ciência e Saúde Coletiva, 15(1), 1865-1873.

FERRARI, R. O Empoderamento da Mulher. 2016.

HOROCHOVSKI, R. R.; MEIRELLES, G. Problematizando o conceito de empoderamento. Seminário Nacional Movimentos Sociais, Participação e Democracia, v. 2, p. 485-506, 2007.

IBGE (2009). A dinâmica demográfica brasileira e os impactos nas políticas públicas. Acesso em 02 de abril de 2019, disponível

em:http://ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/indic_sociosa ude/2009/condin.pdf

IPEA (2009). Observatório Brasil da Igualdade de Gênero.

Impacto da crise sobre as mulheres. Brasília: IPEA, SPM, OIT.

LUCAS, A. C.et al. Identificação de práticas de gestão voltadas à questão de gênero: um estudo a partir das melhores empresas para você trabalhar. In: ENANPAD 2010 – Encontro Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração.

Rio de Janeiro. XXXIV Encontro da ANPAD, 2010.

MARÔPO, L., SAMPAIO, I. V., & MIRANDA, N. P. D. (2018). Meninas no youtube. Estudos em Comunicação, 1, 175-195.

MATOS, I. B., TOASSI, R. F. C., & de OLIVEIRA, M. C. (2013). Profissões e ocupações de saúde eo processo de feminização: tendências e implicações. Athenea digital, 13(2), 239-244.

MONTEIRO, R. D. S., MARINHO, J. M., BRAGA, R. B., VIANA, M. D. N., & de OLIVEIRA, C. T. Delineando o Perfil Feminino Discente do Bacharelado em Ciência da Computação do IFCE campus Aracati. In 11º Women in Information Technology (WIT 2017) (Vol. 11, No. 1/2017). SBC.

SANTAELLA, L. (2014). A aprendizagem ubíqua na educação aberta. Revista Tempos e Espaços em Educação, 15-22.

SANTOS, C. M. M; TANURE, B.; DE CARVALHO NETO, A. M. Mulheres executivas brasileiras: O teto de vidro em questão. Revista Administração em Diálogo, v. 16, n. 3, p.

-75, 2014.

SILVA ANDRADE, Á. L., ALVES CAPELLE., M. C., DE BRITO, M. J., DE PAULA NETO, A., & DE BARROS VILLAS BOAS L. H. (2002). Gênero nas organizações: um estudo no setor bancário. RAE-eletrônica, 1(2).

TANURE, B., CARVALHO NETO, A.; ANDRADE, J. Executivos: sucesso e (in)felicidade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.