Denver II: revisão sistemática

Autores

Palavras-chave:

desenvolvimento infantil, pré-escolar, programas de rastreamento

Resumo

Objetivo: Analisar a produção científica acerca da interpretação final do instrumento Denver II. Método: Trata-se de revisão sistemática da literatura sobre a utilização do instrumento Denver II, com artigos publicados no período de 2011 a 2016, coletados nas seguintes bases de dados: LILACS, MEDLINE, Index psicologia e BDenf. Resultados: Os artigos referentes a classificação final do Denver II foram divididos em: treinamento e necessidade de capacitação dos pesquisadores; interpretação, kit para aplicação, adaptação transcultural do teste; citação do autor Frankenburg. Conclusão: As enfermeiras pediátricas devem incluir em suas rotinas de avaliação, a aplicação do Denver II. Os profissionais de saúde que aplicam o teste, necessitam passar por uma capacitação para padronizar a utilização desse instrumento, pois no momento, com cada pesquisador classificando o teste de uma forma, prejudica os resultados das pesquisas atuais.

Biografia do Autor

Luzcena Barros, Eniac - Centro Universitário

Mestre em enfermagem, especialista em epidemiologia hospitalar e informática em saúde. Enfermeira de uti neonatal. Docente nível superior.

Referências

ANDRADE, J.; NEGREIROS, M. Suspeita de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor em crianças menores de um ano atendidas em uma Unidade de Saúde da Família de Rio Branco (Acre). Revista APS, v. 16, n. 1, p. 60–65, 2013.

BARRATT, M.S.; MOVER, V.A. Pediatric resident and faculty knowledge of the Denver II. Arch Pediatr Adolesc Med, v.154, n.4, p.411-3, Apr. 2000.

BRITO, C. M. L. et al. Desenvolvimento neuropsicomotor: o teste de Denver na triagem dos atrasos cognitivos e neuromotores de pré-escolares. Cadernos de Saúde Pública, v. 27, n. 7, p. 1403–1414, jul. 2011.

CAMPOS RODOVALHO, J.; PAIVA BRAGA, A. K.; KAYENNE MARTINS, R.F. Diferenças no crescimento e desenvolvimento neuropsicomotor de crianças em centros de educação infantil de Goinia/GO. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2012. v. 14, n. 1, p. 122–132, 2012.

CARNEIRO, J. M.; BRITO, A. P. B.; SANTOS, M. E. A. Avaliação do desenvolvimento de crianças de uma creche através da escala de Denver II. REME rev. min. enferm, v. 15, n. 2, p. 174–180, 14 set. 2011.

COSTA, E. F.; CAVALCANTE, L. I. C.; DELL’AGLIO, D. D. Perfil do desenvolvimento da linguagem de crianças no município de Belém, segundo o Teste de Triagem de Denver II. Revista CEFAC, v. 17, n. 4, p. 1090–1102, ago. 2015.

FRANKENBURG, W.K. et. Al. Denver II: screening manual. Denver II, 1990.

______. Denver II: training manual. Denver II. Developmental Materials; 1992.

HARZING, A.W. (2007). Publish or Perish. Disponível em: http://www.harzing.com/pop.htm

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Manual para vigilância do desenvolvimento infantil no contexto da AIDPI. Washington, D.C.: OPAS, © 2005. (Serie OPS/FCH/CA/05.16.P).

PINTO, F. C. et al. Denver II: comportamentos propostos comparados aos de crianças paulistanas. Revista CEFAC, v. 17, n. 4, p. 1262–1269, ago. 2015.

SABATÉS, A.L. et. al. Denver II: Manual de treinamento, 2013 tradução e adaptação transcultural para a criança brasileira de Frankenburg WK, Dodds J, Frankenburg WK, Frankenburg WK, Dodds. JB, Frankenburg WR. Denver II: training manual. Denver: Denver Developmental Materials; 1990.

______. Denver II: Formulário do Teste, 2013. Tradução e adaptação transcultural para a criança brasileira de Frankenburg WK, Dodds BJ, Frankenburg WR. Denver II: Test Form. Denver Developmental Materials. Inc.

SANTOS, J. C. et al. Avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor em crianças com hepatopatias crônicas. GED gastroenterol. endosc. dig, v. 34, n. 344, p. 145–152, 2015.

SILVA, J. C. et al. Impactos dos hipoglicemiantes orais no desenvolvimento neuropsicomotor e pondero-estatural em recém-nascidos. ACM arq. catarin. med, v. 41, n. 3, p. 38–43, 14 set. 2012.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Puericultura. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/>. Acesso em 01 jun. 2017.

VELADA, A. A; SOARES, M. C. Fatores associados ao atraso no desenvolvimento em crianças, Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil. Rev. Gaúcha Enferm. (Online) [Internet]., v. 32, n. 1, p. 79–85, 2011.

Downloads

Publicado

2017-07-27

Edição

Seção

Evento: Seminário Étnico-Racial