Determinação dos coeficientes de segurança pelo método S-N através das curvas de Goodman, Soderberg e Gerber

José Eduardo Salgueiro Lima

Resumo


Este artigo tem por finalidade apresentar uma pequena discussão sobre três Critérios de Falha por Fadiga, Gerber, Goodman modificado e Soderberg, critérios estes, que classicamente representam a base para outros critérios, mais modernos e mais realísticos que estes três. No entanto, o Critério de Goodman modificado, ainda é utilizado por projetistas, apesar de ser conservador, pela sua simplicidade de seu traçado, é uma linha reta, e portanto, de fácil trato matemático, revelando detalhes típicos aos problemas de fadiga mecânica. Utilizou-se uma hipotética situação problema de eixo de fixação de um amortecedor hidráulico de uma pequena aeronave, para a construção das curvas de Gerber, Goodman modificado e Soderberg, bem como para a determinação dos coeficientes de cada Critério. Aspectos históricos da Fadiga Mecânica também foram apresentados neste artigo.


Palavras-chave


Falha por fadiga, Gerber, Goodman, Soderberg

Texto completo:

PDF

Referências


DOWLING, N. E. Comportamento Mecânico dos Materiais, 4a Ed., Rio de Janeiro, Elsevier, 2018.

SHIGLEY, J E. MISCHKE, C R. BUDYNAS, R.G. Projeto de engenharia mecânica, 7ª Ed., Porto Alegre, Bookman, 2005.

SCHÜTZ, W A history of Fatigue, Engineering Fracture Mechanics, Vol. 54, No. 2, pp. 263-300, Elsivier,1996.

DAY. L, McNEIL, I. Biographical Dictionary of the History of Technology, New York, Routledge, 2002. p.862.

TIMOSHENKO, S. P. History of Strength of Materials, Repression., New York, Dover Publications Inc, 1983. p. 88.

NORTON, R. L. Projeto de Máquinas, uma abordagem integrada, 4ª Ed., Porto Alegre, Bookman, 2013. p. .

RANKINE, W. J. M. On the causes of the unexpected breakage of the journals of railway axles; and on the means of preventing such accidents by observing the law of continuity in their construction. Institution of Civil Engineers, Minutes of Proceedings, Vol. 2, pp. 105-108, London (1842).

SPANGENBERG, L. Sobre o comportamento dos metais sob esforços repetidos. Z. Vol. 24, 473-495 e 25, 78-98 (1874).10

SCHJVE, J. Fatigue of Structures and Materials, 2ª Ed., New York, Springer, 2009.8

STEPHENS, R.I. et al. Metal fatigue in engineering. 2ª. ed. New York: Willey & Sons, 2001.

LEE, Yung-li et al. Fatigue testing and analysis: Theory and Practice. New York: Elsevier, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.