A INTERTEXTUALIDADE E A MÚSICA EM TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA

Nanci Geroldo, Luciana Scognamíglio de Oliveira

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo analisar o romance Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto no que tange à intertextualidade e parte da história da Música Popular Brasileira, principalmente quanto à modinha, tendo como representante Catulo da Paixão Cearense. Por meio de pesquisa bibliográfica e análise comparativa entre textos e análise das personagens principais, este artigo propõe uma releitura de uma das mais importantes obras da Literatura Brasileira, enfatizando a necessidade de ampliação e aprimoramento do aprendizado sobre cultura, música, literatura e história podendo ser aplicado em sala de aula para melhor compreensão da época vivida pelo autor e sua conexão com a realidade atual brasileira.

Palavras-chave


intertextualidade, cultura, literatura.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Joaquim. A Poesia da Canção. São Paulo: Scipione, 1993.

BOSI, Alfredo. História Concisa da Literatura Brasileira, São Paulo: Cultrix, 1993.

BARRETO, Lima. Triste Fim de Policarpo Quaresma. São Paulo: Brasiliense, 1974.

CALDAS, Waldenyr. Iniciação à Música Popular Brasileira. São Paulo: Ática, 1989.

MARTINS, Guimarães. Modinhas - Catulo da Paixão Cearense. Rio de Janeiro: Fermata do Brasil, 1972.

MARTINS, Nilce Sant'Anna. Introdução à Estilística: a expressividade na Língua Portuguesa. São Paulo: Ed. Universidade de São Paulo, 1989.

TINHORÃO, José Ramos. Pequena História da música Popular Brasileira - da Modinha à Canção de Protesto. Petrópolis: Vozes, 1974.

http://noticias.universia.com.br/tempo-livre/noticia/2014/04/04/1093749/conheca-os-4-niveis-da-leitura.html, em 26/11/2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.