Estudo da Viabilidade de Geração de Eletricidade por meio da Energia Cinética Presente nas Tubulações de Águas Residenciais

RAFAEL OLIVEIRA ROSA, ROBERTO FLORENTINO DOS SANTOS JÚNIOR, Luciano Galdino, Thiago Alexandre Alves de Assumpção

Resumo


Em um cenário de crescimento populacional e desenvolvimento econômico, é de se esperar um grande aumento da demanda por energia. Nestas condições, a estratégia de expansão da oferta de energia deve considerar iniciativas que promovam o uso racional e eficiente das fontes existentes. Este trabalho apresenta um estudo de viabilidade da geração de eletricidade por meio da energia cinética presente nas tubulações de águas residenciais, com o objetivo de determinar a capacidade da geração de energia por meio de um micro-hidrogerador e verificar a possibilidade do mesmo ser considerado como energia renovável, diversificando assim as atuais fontes geradoras e contribuindo de forma significativa com a redução do consumo de energia elétrica em uma residência. De acordo com as metodologias descritas, os resultados obtidos foram embasados em um protótipo desenvolvido com o intuito de coletar informações a fim de fundamentar o estudo. Com base nessas informações, foi possível verificar que a viabilidade de sua aplicação, quando comparada a capacidade de geração do sistema com o investimento realizado para sua implantação e quanto ao retorno econômico financeiro, não pode ser considerada adequada para aplicações residenciais, mas provavelmente em ambientes com alto consumo de água.

Palavras-chave


Geração de energia; Tubulações residenciais; Energia Cinética

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA. Ranking das Tarifas. 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2017.

______. Resolução Normativa Nº 482, de 17 de Abril de 2012. 2012. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2017.

DUARTE, T. A. F. A Microgeração e o Poder Local. 50p. Dissertação realizada no âmbito do Mestrado em Economia Local. Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Portugal, 2010.

E-FÍSICA. Dínamos ou geradores mecânicos de eletricidade. In: Eletricidade e Magnetismo (Básico): Eletromagnetismo - O Terceiro fenômeno Eletromagnético - Indução Eletromagnética. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2017.

ESTEVÃO, Vanks. Como funciona um dínamo? Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2017.

HALLIDAY, D.; RESNICK, R.; WALKER, J. Fundamentos de Física: Mecânica 1. 7. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2006. v.1.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 2010: Famílias e Domicílios. Resultados da Amostra. Rio de Janeiro, 2010. 203 p. Disponível em: . Acesso em: 28 nov. 2017.

INSTITUTO NACIONAL DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. O que é Geração Distribuída. 2017. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2017.

LOPES, P. H. S. O Papel da Aneel na Regulação da Geração Distribuída. Superintendência de Regulação dos Serviços de Distribuição, São Paulo, 2011.

MOREIRA, R. I. P. Avaliação do Potencial Eólico em Regime de Microgeração. Dissertação realizada no âmbito do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Major Energia. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Portugal, 2010. 131p.

NARUTO, Denise Tieko. Vantagens e Desvantagens da Geração Distribuída e Estudo de Caso de Um Sistema Solar Fotovoltaico Conectado À Rede Elétrica. 2017. Monografia para obtenção do título de Bacharel em Engenharia Elétrica, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2017. 97p. Disponível em: . Acesso em: 01 set. 2017.

PARANÁ, Djalma Nunes da Silva. Física. 6. ed. São Paulo: Ática, 2003. 400p. (Novo Ensino Médio).

RODRÍGUEZ, C. R. C. Mecanismos Regulatórios, Tarifários e Econômicos na Geração Distribuída: O Caso dos Sistemas Fotovoltaicos Conectados à rede. Dissertação para obtenção do título de Mestre em Planejamento de Sistemas Energéticos Faculdade de Engenharia Mecânica – Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 2002. 135p.

SECRETARIA NACIONAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL. Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento: Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos – 2015. Brasília: SNSA/MCIDADES, 2017. 212 p. Disponível em: . Acesso em: 28 nov. 2017.

SOSNOSKI, A. S. K. B. Produção de Energia por Mini e Micro Hidroelétricas na Rede de Distribuição de Água. Dissertação para obtenção do título de mestre em Engenharia Hidráulica e Sanitária. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.