Avaliação da qualificação e da produção científica de docentes para formação na área de Ciências Contábeis (Accounting) em escolas de negócios de Universidades de Classe Mundial (UCM)

Autores

  • André Yeh Lima Escola Paulista de Política, Economia e Negócios- EPPEN, Campus Osasco Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP
  • Heloisa Candia Hollnagel Escola Paulista de Política, Economia e Negócios- EPPEN Campus Osasco Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP https://orcid.org/0000-0002-5360-6271
  • Luiz Jurandir Simões Araújo Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.22567/rep.v10i1.769

Palavras-chave:

Universidade de Classe Mundial, Graduação em Ciências Contábeis, Perfil do Professor Universitário, Avaliação da Produção Científica, Escolas de Negócios

Resumo

O docente universitário se dedica a atividades de extensão, ensino e pesquisa, esta última responsável pela expansão do conhecimento científico. Somado ao cenário de desenvolvimento constante das ciências contábeis como ciências sociais aplicadas reforça o nível de atenção que essa atividade merece. Nas chamadas Universidades de Classe Mundial (UMC), consideradas de excelência, o impacto da produção acadêmica, a captação de recursos (financiamento) e a transferência de conhecimento para a indústria são diferenciais. Muitas organizações e empresas medem a qualidade de uma universidade por sua posição nas tabelas de classificação como o THE (Times Higher Education). A produção acadêmica de pesquisadores de UMC no exterior (2 americanas e 1 do Reino unido) foi avaliada por ferramentas cientométricas, como o Google Scholar e produção registrada na instituição. No caso da UMC brasileira, o critério foi análise do Currículo Lattes e cruzamento com o Qualis (sistema brasileiro de avaliação de periódicos). Além da produção, a titulação e o tempo de magistério foram analisados. Os dados mostram que existe influência da titulação do docente em seus índices de produção (quantidade e qualidade) e a produção de docentes com mais senioridade apresenta maior impacto. Situações semelhantes foram encontradas em Purdue, Manchester e na Universidade Federal de São Paulo UNIFESP. Os resultados de titulação e produção mostram-se distintos em Stanford, justificando sua melhor classificação no ranking.

Biografia do Autor

André Yeh Lima, Escola Paulista de Política, Economia e Negócios- EPPEN, Campus Osasco Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP

Graduando em Ciências Contábeis Departamento de Ciências Contábeis

Heloisa Candia Hollnagel, Escola Paulista de Política, Economia e Negócios- EPPEN Campus Osasco Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP

Departamento de Ciências Contábeis

Luiz Jurandir Simões Araújo, Universidade de São Paulo - USP

Departamento de Contabilidade e Atuária FEA USP- Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade

Referências

Arroyo, M.G. (2000). Ofício de mestre: imagens e auto-imagens. Petrópolis: Vozes.

Chaimovich, H. (janeiro, 2014). Brazil, World-Class universities and excellence in research. Anais do Symposium ABC-FAPESP: Excellence In Higher Education. São Paulo, SP.

Cordeiro, L.G., Lievore, C., & Pagani, R.N. (2020). Instituições de Ensino Superior no ranking Times Higher Education: uma análise sobre ensino, pesquisa e renda industrial. Revista Stricto sensu, Ponta Grossa, 5(1), 43-58, jun.

Cunha, M.I. (2010). Trajetórias e lugares de formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2010.

Dobbins, M., Knill, C., & Vögtle, E.M. (2011). An analytical framework for the cross-country comparison of higher education governance. Higher education, 62(5), 665-683.

Fu, Y.C., Baker, D.P., & Zhang, L. (2020). Engineering a World Class University? The Impact of Taiwan’s World Class University Project on Scientific Productivity. High Educ Policy, 33, 555–570.

Hirsch, J.E. (2005). An index to quantify an individual’s scientific research output. PNAS USA, Washington, 102(46), 16569-16572, Nov.

Hjörland, B. (2002). Domain analysis in information science: eleven approaches – traditional as well as innovative. Journal of Documentation, London, 58(4), 422- 462.

Isaia, S.M.A., & Bolzan, D.P.V. (abril, 2010). Movimentos construtivos da docência/aprendizagem: tessituras formativas. Anais do XV Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, ENDIPE. Belo Horizonte. p. 114.

Marginson, S. (2014). University rankings and social science. European Journal of Education, 49(1), 45-59.

Marginson, S., & Van Der Wende, M. (2007). To rank or to be ranked: the impact of global rankings in higher education. Journal of Studies in International Education, 11(3-4), 1-24.

Minayo, M.C.S. (1996). O Desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde (4a ed). São Paulo: HUCITEC – ABRASCO.

Ordorika, I., & Lloyd, M. (2015) International rankings and the contest for university hegemony. Journal of Education Policy, 30(3), 385-405.

Sá, A.L. de (1999). Teoria da Contabilidade (2. ed). São Paulo: Editora Atlas.

Thomaz, P.G., Assad, R.S., & Moreira, L.F.P. (2011). Uso do Fator de impacto e do índice H para avaliar pesquisadores e publicações. Arq. Bras. Cardiol., São Paulo, 96(2), 90-93, Feb.

United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization [UNESCO] (2012). Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década. Paulo Speller, Fabiane Robl e Stela Maria Meneghel (org.). Brasília: UNESCO, CNE, MEC, 2012.

Usoh, E.J., Ratu, D., Manongko, A., Taroreh, J., & Preston, G. (2018). Strategic Planning towards a World-Class University. ICIEVE 2017 IOP Publishing IOP Conf. Series: Materials Science and Engineering, 306, 012035.

Vasconcelos, A.F., Cavalcante, P.R.N., & Do Monte, P. A. (2012). Fatores que influenciam as competências em docentes de Ciências Contábeis. Veredas FAVIP (Online), 5(1-2), 86-101. Recuperado em 10 fevereiro 2021, de http://veredas.favip.edu.br/ojs/index.php/veredas1/article/view/8

Downloads

Publicado

2021-02-01

Como Citar

Lima, A. Y., Hollnagel, H. C., & Araújo, L. J. S. (2021). Avaliação da qualificação e da produção científica de docentes para formação na área de Ciências Contábeis (Accounting) em escolas de negócios de Universidades de Classe Mundial (UCM). REVISTA ENIAC PESQUISA, 10(1), 105–133. https://doi.org/10.22567/rep.v10i1.769

Edição

Seção

Artigos