AS REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E O SURGIMENTO DO PROLETARIADO URBANO

Autores

  • Charles Luís Rodrigues Lopes Lopes Centro Universitário Eniac
  • Marcus Valério Rocha Garcia Centro Universitário Eniac
  • Thiago Alexandre Alves de Assumpção Assumpção Centro Universitário Eniac

Palavras-chave:

transformações, mudanças, oportunidades, revoluções

Resumo

A sociedade vem passando por constantes e gigantescas transformações ao longo das décadas, com isso as relações humanas no trabalho estão presentes e sempre se adaptando as mudanças, com novas formas e caminhos de otimização do ser humano. Consequentemente as organizações acabam sendo obrigadas a realizar ações de forma permanente, com o objetivo de transformar as mudanças em reais oportunidades. Vale a pena lembrar que entre tantas melhorias sabe-se que ainda há muito o que se fazer. Neste artigo discutem-se as quatro revoluções industriais tendo seu início na Inglaterra em meados do ano de 1760 quando as primeiras maquinas a vapor foram utilizadas para beneficiar o algodão. Será apresentado também a importância do surgimento do proletariado urbano e seu desenvolvimento com as melhorias que foram surgindo com o passar dos anos. O avanço da tecnologia trouxe por um lado a alegria de uma melhor ergonomia e seus pontos positivos na saúde dos operários e na quantidade de matéria prima há ser trabalhada, por outro lado o medo das mudanças e suas consequências

Biografia do Autor

Marcus Valério Rocha Garcia, Centro Universitário Eniac

Mestre em Engenharia Mecânica - Automação Industrial e Robótica pela UNITAU (2008), é graduado em Engenharia Elétrica pela UNIVAP (1995), atualmente é professor e pesquisador do Centro Universitário Eniac.

Downloads

Publicado

2020-10-07